A volta dos que não foram (já comecei infame no título!!) :D

Oi gentem…

Faz tempo né?? Mais de ano.

Pensaram que eu tinha desistido né? Na-na-ni-na- nããããão!

Eu apenas precisava dar um tempo. Havia muito coisa acontecendo na vida, e eu queria vivê-las plenamente. Além disso – talvez até principalmente – eu queria repensar as minhas prioridades, pois sentia que o blog estava me tirando o foco de coisas importantes.

Para fazer um resumão bem resumão mesmo, 2017 foi de forma geral um ano bom pra gente, com alguns aconteceimentos não tão bons assim.

Entre os não tão bons, questões de saúde de alguns familiares no Brasil tiraram nosso chão e ainda geram preocupação, mas aos poucos tudo vai se encaixando.
Por outro lado, entre as coisas ótimas, celebrei a vinda do “irmão cacula” mais uma vez, a vinda do “irmão do meio” pela primeira vez, celebramos os 150 anos do Canada na capital com direto a palhinha do Bono e The Edge, conhecemos e nos apaixonamos pela Gaspésie.
Comemoramos felizes as conquistas de amigxs queridxs.
Mas o acontecimento do ano mesmo, foi a formatura da fiótinha na McGill. Pra quem acompanhou nossa saga, principalmente saga dela, em nosso começo aqui, pode imaginar o tamanho dessa vitória. Ver a pessoa que nossa filha se tornou e com oportunidade de se formar numa das melhores universidades do mundo, poliglota, levando a vida dela em segurança, e várias outras coisas não tangíveis que hoje pertencem a ela, nos dá a certeza de que todos os sacrifícios nessa estrada valeram a pena.

Já 2018, eu e o husband começamos comemorando 25 anos de casados. Aproveitamos a desculpa para fugir do inverno rigoroso desse ano e fomos fazer o que todo bom canadense faz: fugir pro sul por uma semana num tout-inclu (all inclusive). Agora sei porque essa galera adora fazer isso! #vireiadepta #soudifícil

Tenho a intenção de continuar blogando, já que por muito tempo esse bloguinho foi fonte de inspiração, desabafo, amizades. Afinal, registrei nossa estória de vida-imigrante aqui. Ele conitnuará de certa forma sendo tudo isso, mas não com o mesmo foco e nem com a mesma frequência de antes.
Hoje a vida segue em aguas mais serenas, com direito a algumas corredeiras de vez em quando, e eu estou num momento de apreciar sem remar a viagem nesse barquinho, que só quer seguir o ritmo dessas águas.
🙂

E se ainda me permitem a cara-de-pau, em plena véspera de carnaval: Feliz 2018!

Abraços
Lapin-Mère
07/02/2018

5 comentários sobre “A volta dos que não foram (já comecei infame no título!!) :D

  1. Bem vinda de volta querida! Feliz por vcs estarem bem! Sei bem como é ficar esse chão morando longe dos familiares… meu pai desencarnou faz um ano e não foi fácil encarar essa dor estando longe… com muita ajuda do Pai maior eu estou me recuperando devagarinho… mas a vida é assim! Uma montanha russa de emoções!! Bom te ter de volta <3

    1. Oi Helen!
      Obrigada! <3
      Pôxa, fico triste por ter vivido isso com seu pai. Espero que o coração pare de sangrar o mais breve possível, e que as boas lembranças ajude a superar.

      Bjão
      Erika

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *